SINDICATO DOS
ENGENHEIROS AGRÔNOMOS
DE SANTA CATARINA

Santa Catarina

Assembleia Geral SEAGRO-SC realizada virtualmente no dia 13/12 rejeita proposta de ACT do Governo

 

Depois de mais de 7 meses da data-base (01/05) e muitas rodadas de negociações, o ano está chegando ao fim sem que o Governo tenha apresentado uma proposta coerente para os ACTs da Epagri, Cidasc e Ceasa.

A única proposta oficial apresentada até o momento, em 02/12, contempla apenas a reposição salarial de 7,59%, sem retroatividade e sem considerar as cláusulas sociais negociadas exaustivamente com a SAR.

Diante disso, o Seagro realizou Assembleia Geral Extraordinária (online) no dia 13/12, com participação de 349 colegas (310 votaram), em que a famigerada proposta foi apreciada e rejeitada quase por unanimidade. Os presentes ainda tiraram posição que não aceitarão qualquer proposta de ACT que não contemple a reposição integral da inflação de 10,24%, aplicada às demais cláusulas com impacto econômico e retroativos à data-base, bem como as cláusulas sociais já negociadas e acordadas com a SAR, divulgadas no Boletim n° 07, disponível no site do Seagro.

O que quer o Governo? Está deixando para apresentar a proposta oficial no finzinho do ano, para desmobilizar as assembleias dos trabalhadores? Essa é a estratégia?

Esse Governo, que acaba de anunciar o repasse para os 295 municípios de SC, na proporção de R$ 1.000,00 por habitante, totalizando R$ 7,3 bilhões, justamente nesse período pré-eleitoral?

O governo tira o dinheiro do trabalhador para fazer campanha política neste ano pré-eleitoral, no melhor exemplo de exploração da mais-valia no serviço público.

Não é possível aceitar tal tratamento.

Esse governo é o que mais enrolou as negociações dos ACTs nos últimos tempos, somando-se a isso o fato de que, sem retroatividade, os trabalhadores estão acumulando perdas nesse período.

Os trabalhadores estão organizaos e mobilizações irão acontecer.

 

 

 

Outras Notícias